Sim, um dia em Bucareste é pouco, a cidade merece mais que isso, tem bastante coisa bacana para ver (e comer), mas tínhamos apenas um dia disponível e correndo um pouco conseguimos ver quase tudo que queríamos. Vou contar aqui para vocês:

Começando o passeio pela cidade, a primeira coisa que vimos foram as fontes no Boulevard Unirii. São várias fontes, um parque lindo! O dia estava com um baita sol, o que deixou tudo ainda mais bonito. Desta praça partimos para todos os locais importantes. A Praça dá acesso à Cidade Antiga, ao Parlamento, às grandes áreas comerciais e o melhor, tudo a pé, é tudo pertinho em Bucareste.

Depois fomos até o Distrito Lispcani, que é a parte antiga da cidade, e onde fica a antiga corte principesca (Curtea Veche), construída no século 15, por Vlad Tepes, ou Vlad Dracul, que é a inspiração para a criação do Conde Drácula de Bram Stoker. Eu sou apaixonada por essa história, foi o primeiro livro de terror que li na vida e isso me fez buscar vários outros títulos de terror e me tornar fã do gênero, inclusive no dia seguinte fomos até o Castelo em homenagem a ele (leia aqui o post que fiz sobre ele).

Bom, voltando a Curtea Veche. Ali fica a igreja mais antiga de Bucareste, a Biserica Curtea Veche, onde os príncipes romenos eram coroados. Essa igreja é bem pequena mas de uma beleza tão grande que se fica impressionado. Do lado de fora dela tem uma estátua do Vlad Tepes e ruínas da antiga corte, e infelizmente estava em reforma. Decepções a parte consegui ver um pouco da estátua e ainda saí feliz. Sempre quando viajamos temos que contar com esses imprevistos, existem sempre obras de restauro.

Na rua da Curtea Veche tem umas lojinhas de souvenir, eu adoro lojinhas, e ali eles são tão divertidos. Comprei um imã que é uma nota de Lei (a moeda romena) com o rosto do Drácula. Já é um dos meus imãs preferidos, fora que qualquer coisa que você compra vem em uma embalagem com uma fitinha nas cores da bandeira romena. Quanto carinho!

Andar pela cidade antiga de Bucareste é um deleite aos olhos, com muitos restaurantes, música de rua, você se sente um pouco bucólico. Foi aí que caímos na Igreja Stavropoleos, ortodoxa, um antigo mosteiro, toda detalhada, uma das mais bonitas igrejas que já vimos. Bucareste é repleta de belas igrejas e não deixe de entrar em nenhuma, você sempre vai se surpreender com elas.

Ah, e não deixe de ir na livraria Carturesti Carusel, com seis andares, super moderna, com mais de 10 mil títulos, é passagem obrigatória para amantes de leitura e belas construções. É fácil achar, fica bem no centro da cidade, perto das ruas dos restaurantes.

Falando em restaurantes, uma coisa muito importante a se dizer é sobre a gastronomia Romena. São pratos diferentes e muito saborosos, como por exemplo o Mici, rolinhos de carnes moídas de cordeiro, porco e vaca com temperos, acompanhados de batatas, mostarda forte e nesse caso uma pimenta! Mordemos um pouco da pimenta e é saborosa com o Mici. Sempre acompanhado de uma boa cerveja, que em Bucareste são muito boas na nossa opinião.

Com as cervejas sendo boas, a noite fomos na Mikkeller, famosa e divertida cervejaria, com um preço um pouco salgado, mas um ambiente muito interessante, é um lugar muito bacana de se visitar. A comida é ótima, acima da média, o atendimento é muito bom também. Existe um segredo para se entrar nela, pois em baixo é um café, então é subir por uma escada na lateral, abrir uma porta intimidadora e entrar em um ambiente super tranquilo e aproveitar.

Um lugar que gostamos muito de visitar também é o Carol Park, não somente por ter meu nome (nesse caso Carol é um nome masculino e remete ao rei Carol I), é um parque enorme, com um gigantesco monumento dos heróis desconhecidos que lutaram pela liberdade do povo e do país e pelo socialismo, servindo como um memorial para os líderes do Partido Comunista. Esse parque não fica no centro histórico, mas vale mesmo assim a caminhada, é lindo.

Ficamos com muita vontade de ficar pelo menos mais um dia em Bucareste, mas no dia seguinte o destino era a cidade de Bram, e eu não via a hora de conhecê-lo! Espero vocês no próximo post sobre o Castelo! Beijos.

Write A Comment