Antes de nos mudarmos para Milão, uma das coisas que mais pesquisamos foram os supermercados. Para comprar uma água e um salgadinho entre um passeio e outro ou fazer a compra do mês, supermercados são sempre de grande importância.

Na Itália existe o “volantino“, que nada mais é que o folheto com as ofertas de cada supermercado, ele muda umas 2 vezes por mês e é possível economizar bastante pesquisando por ele. Somos viciados pelo volantino, e tem até um aplicativo, o PromoQui que ajuda a consultar facilmente todos os supermercados próximos pelo celular. O volantino é distribuído impresso também nos prédios e na entrada de cada supermercado.

Mas vamos aos supermercados e nossa opinião sobre alguns deles:

Esselunga – é o nosso mercado preferido no quesito geral de qualidade-preço. Ele consegue alguns acordos com fornecedores e muitas vezes os descontos dele são imbatíveis. Com marcas mais famosas e produtos de ótima qualidade, a maioria das compras em casa são feitas no Esselunga. Só não gostamos muito de comprar frutas e verduras nele, preferimos outros supermercados. Infelizmente não tem nenhum Esselunga no centro turístico de Milão.

Coop e Conad – são supermercados parecidos com o Esselunga mas com preços mais elevados. Compramos apenas quando tem uma promoção muito boa (e tem!). O Coop por exemplo, tem alguns produtos de outras regiões da Itália e produtos mais “gourmets”. Também não tem no centro turístico.

Pam e Simply (ou Auchan da mesma rede que o Simply) – costumam ser mercados menores e com um preço maior que o Esselunga no geral. Valem muito para aquelas comprinhas de última hora e no caso do Pam tem carnes com preços inacreditáveis, com promoções muito boas. Costumam ter um atendimento bem pessoal e sempre me pego batendo papo com o caixa sobre os produtos e os preços. Tem um Auchan perto da Chiesa San Bernardino alle Ossa, atrás do Duomo (Via Carlo Giuseppe Merlo, 1) e um Pam numa travessa da Via Torino, perto do Duomo também (Via delle Asole, 1).

Lidl, PennyMarket, EuroSpin – são supermercados mais “populares” com marcas não tão famosas e o preço costuma ser mais baixo também, o que muitas vezes acaba valendo a pena. Porém como viciados em volantino, sempre achamos os produtos das primeiras marcas bem mais baratos que nesses supermercados. Não tem nenhum no centro turístico também.

Carrefour – conhecido por todos nós, você pode encontrar alguns produtos brasileiros na sessão “importados”, já achamos arroz Tio João, paçoquinha, guaraná Antártica. Algumas unidades (poucas) são 24 horas, e acredite, achar um supermercado aberto na Itália a noite é um milagre, então essas unidades são um salva-vidas. Tem um Carrefour umas duas ruas atrás do Duomo (Piazza Santo Stefano, 6), pertíssimo da Chiesa San Bernardino alle Ossa.

ODStore – não é um supermercado, é uma super loja de doces. Tem uma unidade literalmente atrás do Duomo e uma na esquina da Via Torino, perto do Duomo também. É uma excelente opção para comprar uma água, além dos milhões de tipos de doces que vendem ali. Uma perdição!

Onde posso encontrar produtos brasileiros em Milão? 

Tutto Brasileiro – É um ótimo mini-mercado localizado perto da Estação MM2 Garibaldi e tem muitos produtos brasileiros que não encontrarmos nos outros mercados. Os preços não são os mais baratos, óbvio, aqui produtos brasileiros são importados, mas vale muito a pena quando bate aquela saudade do Brasil.

Veja também 10 produtos deliciosos da Itália para levar na mala!

Write A Comment