Salve! Busca um passeio com crianças em Milão? O Museu de História Natural é uma excelente opção, elas vão adorar! Ele é o museu cívico mais antigo da cidade e está localizado na Corso Venezia 55, nada longe do centro, onde se mudou de um outro local em 1893 mas foi fundado em 1838 por dois naturalistas que fizeram uma doação de suas coleções pessoais para Milão, incluindo amostras de mineralogia, paleontologia, zoologia, botânica, além de ferramentas e livros.

O Museu de História Natural

Hoje o Museu de História Natural de Milão é um dos mais importantes museus de história natural, não só da Itália, mas também da Europa e do mundo. É um edifício caracterizado por um estilo neo-gótico, decorado com terracota, projetado em 1888 pelo arquiteto Giovanni Cerruti. O edifício foi construído no período entre 1892 e 1907 e representa o primeiro exemplo da arquitetura museológica na Itália. Ele é realmente muito bonito.

O Museu de História Natural

O edifício tem dois andares e possui 5500 metros quadrados dedicados, é claro, às suas exposições. São 23 salas que se distinguem pelas áreas temáticas “narradas”, que representam o habitat natural dos animais de forma realística e perfeita.

O Museu de História Natural

O Museu é dividido em 7 seções, cada uma com um campo naturalístico específico, com atenção especial à pesquisa que visa salvaguardar, preservar e aumentar as coleções armazenadas dentro dela. Essas sete seções, das quais o museu está equipado, são subdivididas nas 23 salas que citamos. A sala 7 por exemplo, é inteiramente dedicada aos dinossauros e é a que mais atrai as crianças (e adultos): dentro dela é possível admirar esqueletos de diferentes espécies pré-históricas.

Entre as raridades: um Pliossauro pendurado no teto (sala 6); o esqueleto completo de um dinossauro bico de pato, de um Tiranossauro Rex; a reconstrução do Tricerátopo, entre os símbolos do museu, e uma rocha com o fóssil de Ciro (Scipionyx samniticus), o primeiro dinossauro italiano e o único no mundo fossilizado com órgãos internos (sala 7). E ainda, um esqueleto de Cachalote (12 metros) encalhado na Toscana (sala 12); já na seção Mineralogia, o maior cristal de enxofre do mundo, um topázio brasileiro com mais de 40 kg e vários meteoritos.

O patrimônio presente em cada seção, objeto de estudo dos entusiastas e especialistas, é composto por 4.500.000 exemplares. É um passeio interessantíssimo! Vale a pena visitar.

Horário de Funcionamento

Terça a domingo das 9:00 às 17:30, segunda-feira o Museu não abre.

Valores 

Inteira € 5 ou € 3 para maiores de 65 anos, universitários, jovens entre 18 e 25 anos.

A entrada é gratuita aos menores de 18 anos, no primeiro domingo de cada mês, às terças-feiras a partir das 14:00 horas e a partir das 16:30 nos outros dias. 

Como chegar

Metrô: estação Palestro, linha vermelha M1.

Write A Comment