Ciao! Milão, além de ser conhecida por todos como a capital da moda, é também muito rica em lugares de interesse histórico, artístico, cultural e arquitetônico. Entre eles, numerosas igrejas muito antigas, históricas e sugestivas, tanto em seu exterior como do seu interior fazem parte de todo roteiro. Claro, visitar a Itália e não entrar em nenhuma das lindas igrejas é uma tarefa impossível, então fizemos um roteiro com as 9 igrejas mais bonitas de Milão, que te levarão a uma maravilhosa viagem pela arte, arquitetura, história e lendas da cidade (algumas até macabras). Descubra agora com a gente!

Igreja de Santa Maria delle Grazie

Roteiro pelas 9 igrejas mais bonitas de Milão!

Localizada no coração do centro histórico da cidade, a Igreja de Santa Maria delle Grazie é, sem dúvidas, uma das 10 igrejas mais bonitas de Milão. Além disso, essa igreja abriga em seu antigo refeitório, uma das obras mais importantes da arte italiana e mundial, visitada por inúmeros turistas todos os anos: “A Última Ceia” de Leonardo Da Vinci e com isso não precisamos dizer mais nada, você precisa conhecer! E atenção que os ingressos para visitar a A Última Ceia são concorridíssimos, se prepare para comprá-los com bastante antecedência e não perca essa oportunidade. 

Piazza di Santa Maria delle Grazie

Leia aqui nossa matéria exclusiva: Como visitar a Última Ceia de Leonardo da Vinci em Milão

Igreja de San Maurizio al Monastero Maggiore

San Maurizio al Monastero Maggiore

Já a poucos passos da Igreja de Santa Maria delle Grazie, a Igreja de San Maurizio al Monastero Maggiore parece uma igreja qualquer olhando por fora, sem muitos atrativos. Porém, não se iluda, basta entrar que sua opinião mudará, San Maurizio al Monastero Maggiore se trata de um dos maiores tesouros da cidade e é com certeza uma das 10 igrejas mais bonitas da cidade. É chamada de Capela Sistina de Milão pelos 4 mil metros de afrescos em seu interior e esse apelido não é atoa. 

Corso Magenta, 13

Leia aqui a matéria exclusiva que fizemos sobre a Igreja de San Maurizio al Monastero Maggiore.

Basílica de Santo Ambrósio

Roteiro pelas 9 igrejas mais bonitas de Milão!

Desviando um pouco da Corso Magenta, vá até a Basílica de Santo Ambrósio, que foi construída entre os anos 379 e 386 d.C. em uma vasta área originalmente reservada aos enterros cristãos e caracterizada pela presença de pequenas celas dedicadas aos mártires Gervásio e Protásio, assim como destinada a abrigar o túmulo de seu fundador, Santo Ambrósio (o corpo pode ser ainda visitado, ele fica na capela nos fundos da igreja). A Basílica de Santo Ambrósio foi amplamente modificada a partir do século IX e em torno dela existem muitas e muitas lendas que tornam sua visita imperdível, como a Coluna do Diabo e a “serpente de Moisés”. Ficou curioso né?

Piazza Sant’Ambrogio, 15

Leia aqui a matéria exclusiva que fizemos sobre a Basílica de Santo Ambrósio e a Coluna do Diabo.

Basílica de San Lorenzo Maggiore

Basílica de San Lorenzo Maggiore

Agora é a vez de conhecer a igreja mais antiga de Milão, a Basílica de San Lorenzo Maggiore, que data do século IV. Ainda hoje é possível admirá-la em toda a sua majestade, apesar de ter passado por inúmeras operações de restauração ao longo dos séculos. Aproveite sua visita e conheça também as Colunas de San Lorenzo, um grupo de dezesseis antigas ruínas romanas que ficam na frente da Basílica. Em contraste com toda essa história, uma vida noturna bem ativa existe por ali, devido ao número de jovens que fazem seus aperitivos nos inúmeros bares da Corso di Porta Ticinese. Ótima dica também para quem quiser aproveitar a noite de Milão.

Corso di Porta Ticinese, 35 

Basílica de Santo Eustórgio

Na Piazza que fica basicamente na mesma rua, temos a Basílica de Santo Eustórgio. As origens dessa basílica são também muito antigas: dizem que ela foi construída pelo próprio bispo Eustórgio no século IV, a fim de abrigar os restos mortais dos 3 Reis Magos trazidos de Constantinopla e essa história quase ninguém te conta. A “Capela dos Magos” ainda está na basílica, na qual é possível observar um grande sarcófago de pedra original, que foi saqueado e os restos mortais dos magos levados para a cidade alemã de Colônia. Em 1904 alguns fragmentos delas foram devolvidos a Santo Eustórgio. Se sua visita for no dia 06 de fevereiro então, dia dos Reis Magos, espere uma procissão com pessoas fantasiadas, crianças, todos para celebrar a tradição na igreja que os abrigava.

Piazza Sant’Eustorgio, 1

Leia aqui a matéria exclusiva que fizemos sobre o O sarcófago dos Reis Magos em Milão

Igreja de Santa Eufêmia

Roteiro pelas 9 igrejas mais bonitas de Milão!

Caracterizada por uma fachada externa nos moldes do século XIX não muito chamativa, a Igreja de Santa Eufêmia merece uma visita. Toda a simplicidade que se vê por fora muda ao entrarmos: ela é especialmente decorada com mármores, mosaicos e afrescos de cores muito vivas, nem parece uma igreja. É no mínimo um lugar diferente para visitar, dê uma passadinha. 

Piazza Sant’Eufemia, 2

Igreja de Santa Maria presso San Satiro

Santa Maria presso San Satiro

A visita da Igreja de Santa Maria presso San Satiro, além de ter um nome complicado, na nossa opinião é uma obrigação para todo visitante de Milão, graças à uma particularidade que a distingue. O arquiteto e pintor Donato Bramante que, com a ajuda da pintura e sua habilidade deu origem a uma abside falsa onde há uma parede que é na verdade totalmente plana com apenas 97 cm de profundidade mas que parece ter 9 metros e 70 centímetros. Como? Bramante pintou uma verdadeira ilusão de ótica! 

Via Speronari, 3 ou escondidinha entre dois prédios na Via Torino 17/19

Leia aqui a matéria exclusiva que fizemos sobre a San Satiro

Duomo de Milão

Duomo de milão

A poucos passos da igreja de San Satiro vem a Catedral de Milão, o Duomo, o monumento mais importante da cidade que domina todo o seu centro histórico. Dedicado a Santa Maria Nascente, a sua peculiaridade reside no material com que foi feito, inteiro em mármore cinza-rosa de Candoglia. O Duomo é também a igreja com o maior número de estátuas do mundo, são 3.400 delas, 135 gárgulas e outras 700 figuras, conferindo-lhe uma beleza que raramente é encontrada em outros monumentos. Ele é surpreendente, e será impossível não passar por ele algumas vezes em sua visita. 

Piazza Duomo

Leia aqui a matéria exclusiva que fizemos sobre o Duomo de Milão

Igreja de San Bernardino alle Ossa

Roteiro pelas 9 igrejas mais bonitas de Milão!

A Igreja de San Bernardino alle Ossa, fica pertinho do Duomo (476 metros de distância) e passando por ela é impossível imaginar que dentro de sua capela existam ossos humanos de adultos e crianças em todas as paredes e teto. Mas calma, antigamente isso era “normal”, quando por exemplo, os cemitérios não tinham mais espaço e os ossos dos mortos acabavam sendo usados como decoração das igrejas, tanto que existem várias igrejas como essa pelo mundo (em Praga e Évora por exemplo). Sua visita, apesar de ser delicada para alguns, é sempre uma coisa impressionante, principalmente quando se vê pela primeira vez.

Piazza Santo Stefano

Leia aqui a matéria exclusiva que fizemos sobre a Igreja de San Bernardino alle Ossa

Com esse Roteiro pelas 9 igrejas mais bonitas de Milão não vai faltar o que fazer por aqui, aproveite! Bom passeio!

Aproveite e saiba mais sobre nossos ENSAIOS FOTOGRÁFICOS EM MILÃO! Leve para casa as mais lindas recordações!

Write A Comment