Ciao a tutti! Milão não é uma cidade com praia, e para compensar isso temos o Idroscalo, que também é conhecido como “O mar de Milão”. Ele fica pertinho do centro, cerca de 10 km (uns 15 minutos de carro) e fica entre os municípios de Segrate e Peschiera Borromeo. O Idroscalo é um lago de 800 mil metros quadrados alimentado por águas de nascente, cercado por um parque com mais de 5 mil plantas. Ao redor do lago são organizadas competições de 22 esportes, de remo a rugby, de vela a esqui aquático, natação e vôlei de praia. E também existem centros de verão para crianças e adolescentes e áreas para cães que foram criadas no início dos anos 2000. Há também uma praia que ocupa toda a margem leste da bacia. Vamos descobrir mais um pouco sobre o Idroscalo, o “mar de Milão”?

Vamos começar com a história do Idroscalo que é muito particular. Na segunda metade da década de 1920, acreditava-se que os hidroaviões seriam o futuro da aviação e, em 1926, Milão queria ter um local de pouso feito especialmente para hidroaviões, para expandir indiretamente o Aeródromo de Taliedo, um dos primeiros aeroportos italianos que caiu em desuso com a inauguração do Aeroporto de Linate. A bacia hidrográfica deveria ter surgido ao lado da Via Mecenate, cerca de dez quilômetros a oeste de Idroscalo, mas o projeto foi abandonado devido aos custos excessivos da demolição dos edifícios na área escolhida.

Em 1927, no entanto, foi emitida uma lei que obrigava as províncias a ter um espaço de aterrissagem para terra e hidroaviões. Nesse momento, o então prefeito de Milão, Giuseppe De Capitani d’Arzago, decidiu retomar o projeto e executá-lo em um local mais distante do centro de Milão, escolhendo então a área do atual Idroscalo, porque já havia enormes pedreiras abertas por uma empresa de construção que ainda existe hoje e que pretendia construir um enorme pátio de triagem.

Assim, a ideia era que a bacia deveria servir não apenas a aviadores, mas também a atletas que praticavam esportes aquáticos. As obras começaram em 1928. Foram utilizadas 6 escavadeiras e 30 quilômetros de trilhos para movimentar cerca de 3000 vagões cheios de terra, movidos por 12 locomotivas. Um trabalhão.

Durante as escavações, foram encontrados numerosos achados arqueológicos de todas as épocas, que infelizmente com o tempo foram perdidos: túmulos, moedas, jóias, louças de terracota. Assim, o Idroscalo foi concluído em 28 de outubro de 1930, mas já em 28 de maio daquele ano o primeiro hidroavião já havia pousado nas águas da bacia, enquanto o trabalho ainda estava em andamento.

Como sabemos os hidroaviões não foram o futuro da aviação e o Idroscalo continuou sendo usado pelos milaneses, que desde os anos 90 o usam como o principal local de encontro de verão.

Entre as diversas coisas que você pode fazer no Idroscalo são: andar de bicicleta e skates, correr, tomar banhos de sol nos gramados, fazer picnic, acessar as áreas de cães e se banhar na “praia” (atualmente se banhar não é possível por conta do coronavírus). Tudo isso gratuitamente. 

A pagamento é possível treinar rugby, andar de barco, usar a academia, andar de kayak, jogar futebol, vôlei de praia e tênis, pescar e muitas outras atividades. 

Entre as diversas coisas bacanas que se pode fazer no Idroscalo, é apreciar as diversas obras de arte que ficam em torno da bacia do lago. São realmente muitas e o Idroscalo é considerado um dos maiores jardins públicos de esculturas da Itália.

Nele também podemos encontrar o lindo “Jardim da vida”, onde se adota uma árvore em homenagem a um ente querido. Lindo de se ver.

Coloque uma roupa confortável, compre diversas guloseimas, passe protetor solar e passe o dia todo tranquilamente sem perceber a hora passar. Inclua um delicioso picnic no Idroscalo em seu roteiro por Milão, é um baita contato com a natureza, pertinho do centro. 

Idroscalo, o “mar de Milão”

Como chegar

O Idroscalo está localizado próximo ao aeroporto de Linate, entre os municípios de Segrate e Peschiera Borromeo. É facilmente acessível de carro (o estacionamento é pago) ou de transporte público: é possível pegar o ônibus 73 / saindo da piazza San Babila para Linate (parada Strada Rivoltana / Tribune Idroscalo),  linha 183 saindo do aeroporto Linate  até o Idroscalo e linha 923 saindo do Hospital San Raffaele até a estação Segrate (parada Idroscalo Tribune)

Bilhetes e horário

A entrada para o Idroscalo, o “mar de Milão” é gratuita, porém se paga para usufruir dos serviços específicos. Consulte o site para saber mais https://idroscalo.org/ 

Horário de funcionamento das 7:30 às 21:00

10 Comments

  1. Que lugar gostoso! Perfeito pra relaxar, fazer um piquenique! Parece cena de filme! Realmente lindo! E achei o vídeo sensacional! Abraços!

  2. Nossa, nunca tinha ouvido falar desse lugar! E que azul lindo desse lago! Pertinho do aeroporto de Linate, por onde cheguei em Milão!

  3. Que lugar maravilhoso! Fiquei surpresa . Já fui à Itália, mas não fazia a mínima ideia. Super teria incluído no meu roteiro. Obrigada por compartilhar.

  4. Que coisa mais linda esse “Mar de Milão” !! Gente! Tão pertinho e ouço falar tão pouco! Fiquei apaixonada pelas esculturas e achei a ideia do Jardim da Vida maravilhosa!!

  5. Tem razão: a história do Idroscalo, o mar de Milão é bem interessante! 🙂 Bem me vi fazendo um treino de corrida aí, depois deitada na grama para relaxar e por fim, apreciando as esculturas! 🙂 um dia perfeito, eu diria! 🙂 Se tivesse um excelente café italiano então! rsrsr

Write A Comment