Ela fica no número 13 da Via Magenta, a poucos passos do Duomo. San Maurizio al Monastero Maggiore parece uma igreja qualquer olhando por fora, sem muitos atrativos. Porém, é só entrar que tudo muda, se trata de um dos maiores tesouros da cidade. É chamada de Capela Sistina de Milão pelos 4 mil metros de afrescos em seu interior. 

San Maurizio al Monastero Maggiore parece uma igreja qualquer olhando por fora.
San Maurizio al Monastero Maggiore parece uma igreja qualquer olhando por fora

Foi construída sobre as ruínas de edifícios romanos em 1503 por dois importantes arquitetos do século XVI, o Dolcebuono e Amadeo, também ativos na construção do Duomo e na igreja de Santa Maria delle Grazie onde fica a Última Ceia de Leonardo da Vinci (compre aqui o bilhete). 

Era o claustro de freiras da ordem beneditina que pertenciam as famílias mais importantes da cidade e durante muito tempo San Maurizio não era apenas um centro religioso, mas também um poderoso centro econômico. O clausto é evidente no layout original dos espaços interiores da igreja com um plano retangular dividido ao meio por uma parede com afrescos: uma metade era de uso dos fiéis normais, enquanto a outra era acessível apenas às freiras que não estavam autorizadas a cruzar essa parede.

Hoje, a Capela Sistina de Milão está completamente aberta aos visitantes e possui belos afrescos do século XVI, muitos dos quais estão obras de Bernardino Luini e outros feitos por Boltraffio, aluno de Leonardo da Vinci, de Vincenzo Foppa, dos irmãos Campi e de Simone Peterzano, mestre de Caravaggio. Essas pinturas nos permitem admirar a evolução da pintura lombarda ao longo dos anos 1500.

E podemos dizer com certeza que toda aquela emoção que temos ao entrar na Capela Sistina do Vaticano encontramos também entrando na San Maurizio. O órgão tocando música sacra acrescentou ainda mais em nossa experiência. É uma igreja esquecida muitas vezes pelo sucesso do Duomo, o que não deveria acontecer mas sim ser lembrada e vista sempre. Bacio!

San Maurizio al Monastero Maggiore
Via Magenta 13
Terça – domingo das 9:00 às 19:30
Entrada gratuita

10 Comments

  1. Nossa, que lugar maravilhoso! Eu sempre fico muito impressionada com a qualidade das pinturas, as texturas e relevos… Já coloquei no topo da wish list conhecer a capela sistina de Milão!

  2. Que maravilhosa essa Sistina de Milão, confesso que não conhecia, mesmo após ter passado muitas vezes por lá. Adorei a dica! Quem sabe da próxima 🙂

    • Milão tem umas coisas escondidas que são magníficas. Da próxima vez que vir a cidade veja sim, temos certeza que vai amar! 🙂

  3. Que lugar fantástico! Estive na Itália em janeiro e tive a oportunidade de conhecer a Capela Sistina em Roma. Seria incrível ter tido a experiência de conhecer a Capela Sistina de Milão.

  4. Lidiane Costa Reply

    Amo a Itália, conheço várias cidades, mas Milão ainda não fui…
    Olhando só a fachada da igreja é difícil imaginar que seu interior é tão belo! Valeu pelas fotos e dica =)

Write A Comment