Ciao! Você já deve ter ouvido falar do super premiado conjunto de arranha-céus que dão origem ao chamado Bosco Verticale em Milão. Ele que é um dos lugares da capital lombarda a ser definido como o símbolo da sustentabilidade de edifícios residenciais sustentáveis que ajudam a regenerar o meio ambiente. Quer saber mais sobre ele? Vamos lá!

Bosco Verticale

Os dois prédios que o compõem têm, respectivamente, 110 e 76 metros de altura. Estes arranha-céus têm aquele toque extra caracterizado pela presença de (muitas) árvores, são cerca de 800 que pertencem a diferentes espécies entre plantas florais, arbustos, árvores altas e arbustos distribuídos nas fachadas. É realmente um bosque vertical.

O complexo Bosco Verticale deve seu design e construção ao Estúdio Boeri composto por Stefano Boeri, Gianandrea Barreca e Giovanni La Varra. Trata-se de um projeto muito ambicioso voltado para o reflorestamento metropolitano que, através da densificação vertical do verde, visa aumentar a biodiversidade vegetal e animal da cidade de Milão, reduzindo sua expansão urbana e contribuindo também para a mitigação do microclima. Neste sentido, de fato, é um projeto muito útil para a cidade, pois é um enorme pulmão verde composto pelo Bosco Verticale que, juntamente com os Jardins de Porta Nuova, absorve CO2 e poeira fina, recriando oxigênio e umidade.

As diferentes plantas colocadas nos dois arranha-céus foram todas estudadas e analisadas por botânicos experientes, para que pudessem se adaptar perfeitamente de acordo com sua altura e assim poderem prosperar nesse microclima, mantendo os apartamentos sempre frescos no verão e um consumo baixo de aquecimento no inverno.

Os apartamentos do Bosco Verticale, por outro lado, abrigam alojamentos de diferentes tamanhos: de 65 metros quadrados a 450 metros quadrados, e neste último caso o apartamento também tem um terraço. Os 110 apartamentos são habitados em vários casos por personalidades famosas do esporte e espetáculo, tem até um Airbnb nele!

Como você deve imaginar, o Bosco Verticale é um dos edifícios mais peculiares da cidade de Milão, símbolo de uma cidade em contínua evolução. Muito particular também do ponto de vista cromático, uma vez que a presença de uma vegetação tão densa só cria contrastes de cor aos quais é impossível ficar indiferente.

O Bosco Verticale recebeu obviamente vários prêmios, inclusive no exterior, em inúmeras competições, entre elas, o Prêmio Internacional Highrise em 2014, enquanto em 2015, o Bosco Verticale foi premiado com um outro prêmio muito importante: o reconhecimento arquitetônico como “o arranha-céu mais bonito e inovador do mundo”, de acordo com uma classificação compilada pelo “Council on Tall Buildings and Urban Habitat”.

Este edifício é um desses arranha-céus que nos últimos anos mudou a cara de Milão, transformando-a na cidade mais moderna da Itália. Lindo né?

Super dica! Aproveite e leve para casa as mais lindas recordações de sua visita a Milão (inclusive o Bosco Verticale) com a nossa Sessão Fotográfica. Clique aqui para saber mais ou nos mande uma mensagem.

Write A Comment