Ciao! Sabe aquela aldeia de filmes medievais, de bruxas e tudo mais? Essa aldeia é Ricetto di Candelo que fica na província de Biella, na região de Piemonte, cerca 1h30 de Milão. Nós passamos uma tarde conhecendo essa aldeia medieval que é uma das mais bem conservadas da Europa e, de fato, caminhando por suas ruas estreitas, chamada de “rue”, e admirando a bela vista já do lado de fora das paredes, você entenderá porque essa aldeia entrou para o “Clube das Aldeias mais bonitas da Itália”. Você já ouviu falar? Não? Bem, então é hora de conhecer! Vamos lá!

Mas o que é um Ricetto?

O Ricetto (que significa “refúgio”) é uma estrutura construída dentro da cidade durante a Idade Média (para sermos exatos entre os séculos XIII e XIV) para proteger bens de primeira necessidade, como trigo e vinho (ainda são de primeira necessidade na Itália, nada mudou rs). E essa área era essencial, especialmente no caso de ataques inimigos para garantir que tanto a população quanto os estoques de alimentos permanecessem seguros. Hoje em Ricetto, é possível admirar esta antiga aldeia medieval, que tem sua primeira citação no ano de 988 d.C. e suas paredes fortes marcam quase completamente todo o perímetro, com exceção do lado sul, onde o Palazzo Comunale foi erguido em 1819. Ele representa um tesouro de preservação medieval, capaz de fazer com que os visitantes desfrutem dos costumes e tradições do passado.

Começamos a visita atravessando sua torre de entrada. Ficamos imaginando quantas pessoas e animais cruzaram aquele lugar com cestas e malas para colocá-los em segurança e manter suprimentos nos momentos mais difíceis. A murada de Ricetto são paredes fortes e poderosas que cercaram e protegeram a estrutura por séculos e ainda são sólidas e majestosas, apesar da passagem do tempo. Há 4 torres redondas nos cantos da murada que circulam Ricetto que tinham o objetivo de defender a população dos inimigos, enquanto há apenas uma entrada, através da maciça porta da torre. Ela já foi fechada com duas pontes levadiças: uma para animais e vagões, a outra para pessoas, hoje é apenas um piso que interliga a nova cidade que cresceu em volta. Uma pena, imagina que coisa linda essa porta ainda com as pontes levadiças? Tipo aquelas com o lago em volta, de filme medieval mesmo.

Dentro de Ricetto e sua murada, existem 200 pequenas estruturas, chamadas “células” (as casas digamos), todos estritamente em pedra que continham os alimentos. A maior parte das células consistia em casas de dois andares: no primeiro, o vinho era depositado, enquanto no segundo ficava o trigo e outros cereais, para mantê-los secos. Além disso, para manter as condições de temperatura e umidade, os dois andares não estavam diretamente conectados entre si. Para entrar no térreo, podia-se passar por um dos poderosos portões de madeira fechados por um ferrolho de ferro ainda hoje visível, enquanto para acessar o segundo andar era necessário passar por uma varanda externa. Esses portões são um show a parte, são bem pequenos para evitar muita entrada de ar e danificar os mantimentos, então ficam parecendo casas de conto de fadas…parece que a Branca de Neve vai sair dali de dentro a qualquer hora. E hoje, algumas dessas células foram transformadas em pequenas lojas, estúdios de artistas ou oficinas, onde são criadas oficinas que ilustram as obras do passado.

Uma dessas células inclusive é dedicada à viticultura e é parte integrante de um museu composto de objetos, técnicas, estruturas, materiais. Todo o patrimônio cultural e os laços criados pela comunidade ao longo dos séculos são perceptíveis. Lojas como essa da imagem que vendem o arroz cultivado nas redondezas (passamos pela plantação no caminho), doces artesanais, cerejas recém colhidas, biscoitos, ainda existe uma Taverna ali! Além de músicos que ainda usam instrumentos medievais tocando entre as ruas. Escultores que fazem objetos entalhados e nos fizeram voltar no tempo, um tempo que nunca conhecemos mas mesmo assim sentimos saudade. Um tempo em que a vida era mais simples.

Curiosidades

Conversando com a dona de uma das lojas ficamos sabendo algumas curiosidades. Por exemplo, não se sabe com certeza em que ano o Ricetto di Candelo foi construído, o primeiro escrito que cita a aldeia, como dissemos acima foi no ano de 988 d.C., mas o ano de construção em si não se sabe. Obviamente, a aldeia foi modificada pelos anos e em algumas células foram construídas o segundo andar (algumas mantém somente o primeiro andar ainda), e o aspecto atual que podemos apreciar é quase o que era final do século XV, período em que o senhor feudal Sebastiano Ferrero reivindicou o propriedade, construindo alí sua própria habitação, atualmente conhecida como a Torre del Principe, que é o edifício mais alto do Ricetto di Candelo.

Uma informação que nos impressionou é a que diz respeito ao estilo de vida e aos costumes das pessoas no período medieval. Hábitos que para nós são do dia a dia, como tomar banho, antes não eram assim normais: os plebeus apenas mudavam as mangas das roupas quando queriam ficar “limpos”. Ou ainda o fato de que, como a pobreza era a condição predominante na época, muitos homens usavam uma única túnica por cima das calças (era a roupa que se usava) e, no caso de não terem conseguido pagar seus impostos, eram forçados a vender sua túnica e ficar apenas com suas ciroulas. 

Bom, curiosidades a parte, Ricetto di Candelo é uma das poucas aldeias dessa tipologia no mundo que continua preservada. O mérito está com certeza ligado ao fato de que o Município e a população tentam constantemente aprimorar esse patrimônio histórico, combinando um lugar antigo com eventos modernos. Na verdade, Ricetto é palco de um rico calendário de eventos que vão da gastronomia à literatura, passando por shows e festivais de música, inclusive no Natal eles o transformam na vila do Papai Noel (queremos voltar em dezembro pra ver isso de perto). Uma maneira de fazer a população e os turistas viverem em contato com essa fatia do território. Que baita visita! Até mais! Bacio.

Ricetto di Candelo
Piazza Castello 29 – 13878 Candelo (Biella – Piemonte)
www.comune.candelo.bi.itwww.candeloeventi.it
Entrada gratuita


Aproveite para ler nosso post sobre a cidade fantasma de Consonno!

Leia também sobre o Orrido di Bellano, uma garganta natural formada durante 15 milhões de anos!


Write A Comment